FRANGO FINO 103 | O MAU GOSTA DE UM PÉ GRANDE

FRANGO FINO 103 | O MAU GOSTA DE UM PÉ GRANDE

abr 06

FF103f

Arte do banner por Stuart.

No Frango Fino dessa semana, Doug BezerraDoug “Queixos Fantásticos E Onde Habitam” Lira Guilherme Maldonado recebem Mau Faccio para falarem sobre:

  • JK Rolling | Livro que faz parte do universo de Harry Potter será adaptado para as telonas
  • Carmageddon | Após sucesso no Kickstarter, novo jogo chega ao Steam
  • Kurt Cobain | HQ bizarra e adolescentes sendo expostos a videos do Nirvana
  • Mitos Masculinos | Muito do que você sabe sobre os homens pode estar errado

A programação musical:

  • Weezer – Troublemaker
  • Pay Money to My Pain – Respect for the Dead Man
  • Franz Ferdinand – Bullet

Comentado durante o programa:

Para falar com a gente:

E-mail: podcast@frangofino.com

Twitter: @frangofino

Tempo do programa: 86 minutos

————————————————————-

Podcast com música: 


Download: (Para baixar buy viagra online o podcast, clique com botão direito do mouse e “salvar link como”).

————————————————————-
Podcast sem música: 


Download: (Para baixar o podcast, clique com botão direito do mouse e “salvar link como”)

  • Aqui é que nem no Fantástico, com dois firsts pede a música?

  • Tein Davys

    Olá Frangos,
    com relação aos nomes que podem ter mudado no período da segunda guerra: Tive um professor na faculdade que o último nome dele é Mario (Alexandre Sena Mario). Eu, nada curioso, perguntei e ele explicou que o seu avô veio de algum país eslavo e me falou o nome “original” (não lembro qual o nome e nem o país que ele veio), e que quando chegou no Brasil teve o nome “aportuguesado”. Não sei o quanto pode ser verdade essa história, mas pode até mesmo ter sido um “passa fora” para eu não encher o saco perguntando merda, vai saber.

  • Quando eu assisti o primeiro fIlme novo do Homem-Aranha fiquei empolgado com o que poderia vir no segundo filme, e o trailer do filme novo não me decepcionou, já o do TMNT….

    Da série “react” são legais os vídeos que dá pra ter uma comparação entre os adolescentes e os velhinhos, como o “What does the fox say”. Outros que eu recomendo são os “Elder react to happy tree friends”, “Elder react to grand theft auto V’ e o que fizeram com a pegadinha do Sílvio Santos:

    https://www.youtube.com/watch?v=3BTC7-CqOLU

    • Israel Del Duque

      Da série “Elders” é legal também o de Dubstep,e, se não me engano tem um de Battlefield

  • Olá FF!
    O que vocês falaram dos sobrenomes está correto. Muitos escravos herdavam os sobrenomes dos donos e alguns acrescentavam o “da” como foi dito pelo Guilherme Transão. Já ouvi também de historiadores que pessoas que levam o nome “de Jesus” ou algo parecido ligado aos santos e etc, eram órfãos e como não tinham família se tornavam “de Jesus” (um professor meu fazia a piada durante a chamada em sala de aula: porque ninguém é do Diabo).

    Já um amigo meu conta que o sobrenome dele (Tupinambá) foi dado ao avô que era francês e veio fugido de alguma guerra. Como não podia manter o sobrenome estrangeiro, ele escolheu um nome que a pronúncia fosse fácil e agradável.

    Sobre o Viagra, uns colegas me contam que a ideia é usar metade do remedinho se o sujeito for saudável. Eu tenho a curiosidade de usar pra ver da qual é, mas como sou gooooooooooooordo fico com medo de usar e infartar. Então, melhor deixar quieto e viver por mais uns dias até o talo e sem risco.

    PS: Antes de usar é melhor procurar um médico! Remédio não é doce.

    • JooonsJoonz

      a dos sobrenomes não eram só os escravos, muitas pessoas ficavam conhecidas pelo nome de fazendas onde trabalhavam é mais ou menos perto do que acontecia com o nome das pessoas na linguá inglesa “Smith” vem da profissão de ferreiro não quer dizer que todos “Smith” eram ferreiros , mas os ancestrais trabalham a atividade de forja ou coisas relativas – provavelmente o Ferreiro original tinha algum sobrenome terminado em “son” , mas em algum ponto no caminho esse sobrenome se perde e se cria um novo.

      O nome “dos santos” ou “santos” por exemplo provavelmente tem múltiplas origens, o nome da cidade de Santos tem origem no termo “de todos os santos” , o sobrenome provavelmente também vem em parte porque os jesuítas batizavam indígenas com nomes europeus e o sobrenome de “todos os santos” por não saber da origem familiar do individuo – então o índio que virava católico por “vontade própria” recebia o nome de “Joaquim de todos os santos” – claro isso acontecia com escravos e também houveram pessoas que tomaram o nome de outras formas.

      • Interessante, eu já li sobre isso também e tem todo um contexto histórico. Antigamente o homem era aquilo o que ele fazia e assim a família dele deveria ser conhecida daquela forma. Já que a ascensão social era algo praticamente impossível, um sapateiro seria sempre um sapateiro. Um exemplo disso é a família “Schumacher” que significa sapateiro. Sem contar que a família não tinha o mesmo significado que tem hoje como um núcleo (universal e parentesco, dependendo da época). O índio também não tinha a necessidade de fazer parte de um núcleo familiar pq a noção dele de comunidade era a tribo, mas aí a gente já sabe no que deu…

        Já os escravos não foram catequizados da mesma forma que os Índios e muito menos batizados como os europeus, já que não eram livres. Na verdade mesmo, catequizar escravos era tão difícil que aqui na Bahia foram afrouxando e deram espaço ao sincretismo religioso (camuflado, já que o catolicismo aqui é tradicional e preconceituoso até hoje, muita gente de fora acha que é tudo misturado missa e candomblé). Os escravos eram vistos como “sem alma”, então pra muitos não valia a pena tentar cristianizar ou normatizar, sem contar que alguns não aceitavam.

        Detalhe que aqui em Salvador o nome correto é “São Salvador” da Bahia de Todos os Santos. E muitos soteropolitanos nem sabem disso.

  • Israel Del Duque

    Não achei estranha essa história de adaptarem um livro de 64 paginas em três filmes. Pelo que eu entendi, os filmes vão contar as viagens de Newt Scamander pelo mundo, catalogando as criaturas, então é como se o livro fosse o resultado das aventuras dele. Acho que vai ser, no mínimo, interessante.

    Acho a série “React” sensacional, principalmente a das crianças. Tem algumas que a gente leva até um tapa na cara, como se fosse algo pra nos despirmos de certos preconceitos, por exemplo aquele do casamento gay.

    Agora, momento cultura inútil (como requisitado):

    Sobre essa coisa do sobrenome, eu dei uma pesquisada há um tempo atrás e essa dos judeus é mais ou menos isso que o Doug falou, porque na verdade não são nomes judeus, e sim cristãos. Além dos nomes de plantas, eles também adotavam nomes de animais, como Coelho, Tourinho, Bezerra… Pra entender melhor (caso queiram saber), recomendo que vejam essa reportagem —> http://oglobo.globo.com/pais/o-mito-sobre-origem-de-sobrenomes-de-judeus-convertidos-5227424

    Uma coisa legal que eu descobri é que muitos sobrenomes tem origem em profissões, características físicas, religião ou o local onde as famílias moravam (isso falando de sobrenomes no mundo todo), por exemplo: Fisher e Gardner (profissões) Little e Brown (características), Assunção, Batista, Santos (religião) e Santiago, York, Hill entre outros (lugares).

    Uma coisa que se fazia muito (porque geralmente os filhos ganhavam o nome dos pais) era utilizar prefixos ou sufixos patronímicos, por exemplo: Mc ou Mac, que significa filho; O’ (tipo O’Hara, O’Neil), que significa neto, e os bem conhecidos -es/ez (rodrigues/z) e -son (Jackson, Johnson).

    Talvez a quantidade de nomes e sobrenomes repetidos fez com que as pessoas começassem as alternativas que eu citei no começo.

    Bom, e eu termino aqui o meu momento babaca (e acho que, pelo tamanho, só esse comentário já dá pra uns três programas XD)

    Abraços penosos!

    • Se eu não estiver enganado, em russo o ivch, vich, etc signfica filho e ovna, evna filha. O sufixo ov é pra representar a família. Então Dimitri Ivanovich Romanov, seria Dimitri filho de Ivan da família ou clã Roman.

      • Israel Del Duque

        É isso mesmo. Tinha esquecido desse (fora que o comentário ficou xicante)

  • LordBairus

    Vi o trailer das Tortuguitas ninjas e nem achei tão ruim o design das tartarugas. Mas na real se o filme for bom e divertido o visual das tartaturas não vai importar. Pra mim tanto faz, pois já to com muito pré-conceito sobre o filme e com o Bay na produção acho que vai ser mais uma bosta com explosões e piadas idiotas

  • Melina Mgt

    achei o trailer qquer nota e sim homens são transoes rsrsrsrsr se ver um cantinho de mesa meio ajeitadinho….huuum rsrsrsrsr

  • Bianca Lima

    Porra Doug Lira, não manda um tsunami não… 🙁
    Ei, ei, ei: Quando vai ter o Rolê do Frango? 😀

    Animais fantásticos em filme? hehehe, SÓ QUERO VER. O livro é um livro TEXTO de escola! Dafaq?!

  • Martinho

    E aí frangos,

    Passando pra deixar um pedido musical:
    Prayer of the refugee – Rise Against
    Take me – Papa Roach
    Hail to the King – Avenged Sevenlfold
    Nothing helps – One Ok Rock

    abçs