FRANGO FINO 119 | O SONHO DE WILSON: VAI WILSON, VAI!

FRANGO FINO 119 | O SONHO DE WILSON: VAI WILSON, VAI!

ago 20

bannerff119

Arte do banner por Eduardo Rodrigues

No Frango Fino dessa semana, Doug BezerraDoug “Priscilla – A Rainha do Queixo” Lira Guilherme Maldonado falam sobre:

  • James Franco | Ator fará pastor homossexual e homofóbico;
  • Porta dos Fundos | Clarisse Falcão e Gregório Duvivier farão comédia romântica da Disney;
  • Bear Grylls | Apresentador ensina a sobreviver em situações de filmes como Titanic e Sharknado;
  • Invenções | Conheça a curiosa origem de coisas do seu dia a dia.

A programação musical:

  • Autoramas – Carinha Triste
  • Garbage – I Think I’m Paranoid
  • Streetlight Manifesto – We Will Fall Together

Comentado durante o programa:

E-mail: podcast@frangofino.com

Twitter: @frangofino

Tempo do programa: 85 minutos

————————————————————-

Podcast com música: 


Download/Dolomde (Para baixar o podcast, clique com botão direito do mouse e “salvar link como”).

————————————————————-
Podcast sem música: 


Download/Dolomde (Para baixar o podcast, clique com botão direito do mouse e “salvar link como”)

  • Victor Francesco

    Ilustra tão Foda quanto o programa! Parabéns a todos!!!

  • Eduardo Ritalino

    fala pessoal do frango fino, eu só quero dizer que: O FILME DAS TARTARUGAS NINJAS É MUITO MUITO MUITO MUITO FODA, pqp um dos melhores filmes desse ano!

  • Samoano rebelde

    ola gente. com tanto suicídio gostaria de recomendar este website : http://www.suicidio.com.br/

  • Olá franguitos do meu coração!

    Fiquei muito tocada com a parte do programa em que vocês comentam os filmes LGBT favoritos de vocês 🙂 Também curto muito todos os citados e Priscila é um filme MUITO FODA que eu também vi bem miudinha!

    Mas queria vir aqui falar/recomendar uns dois filmes que me ajudaram muito a descobrir e lidar com a minha sexualidade (além de uma porrada de filmes do Almodovar).

    O primeiro é o Boys don’t cry de 1999 que é bem conhecido e fantástico (não vou ficar nem babando o filme porque vai consumir muitas linhas) e o segundo é um filme suíço Fuking Amal de 98 que tinha em especifico, a mãe de uma das personagens principais que dizia que era de boa gostar de garotas. Enfim, os dois são sobre jovens moças se descobrindo. deve ser por isso que me ajudou muito a saber o que eu queria, o que eu não queria e o que eu talvez viesse a querer e são muito bons tanto pra quem for ver como alguma forma de ajuda, tanto pra ver só por diversão mesmo. 😀

    Agora uma história triste.

    Quando eu tinha uns 14 anos estava vendo um filme LGBT com uma amiga que eu gostava muito, muito mesmo, de ter ciúme do namorado dela e coisa e tal. Não lembro muito do filme, nunca nem cheguei a vê-lo de novo(Acho que tinha um internato na parada). Só sei que, eu não costumava ver esses filmes junto de outra pessoa por me sentir muito exposta ( como se pela minha reação desse pra ver q tudo aquilo era muito familiar pra mim), mas ela apareceu lá em casa com o filme e a gente viu.

    Ele não era bem dizer pornô, mas tinha umas cenas bem sensuais e acabamos nos beijando no chão do meu quarto por vários minutos e pra mim a gente já ia começar a namorar de cara e teríamos uma casa no campo cheia de gatos e tudo era lindo. Mas ela saiu la de casa e depois disso nunca mais olhou na minha cara. Todo dia eu ia pra escola super tensa, achando que hoje era o dia que ela ia falar pra todo mundo e as pessoas iam me julgar e ia ser horrível, mas ela nunca falou nada pra ninguém(que eu saiba), só nunca mais falou comigo e se mudou de cidade.

    Nossa, foi mal o desabafo kkkk ficou gigante. Devia ter mandado um e-mail, mas comentar é mais fácil xD

    ps: meu marido tem uma mania QUE ME DEIXA PUTA DA CARA de colocar copos e garrafas de suco VAZIAS na geladeira(por que, segundo ele, deixa tudo mais “geladinho”). Tem vezes que mal cabe comida naquela merda DE TANTA TRALHA gelada que fica.

    • doug

      adorei o seu comente Ilhasmin o/

  • Phelippe Pina

    Olá Galináceos,
    Como muitos, o meu primeiro filme com a temática LGBT foi “Priscilla, a Rainha do Deserto”. Porém, entretanto, todavia, a mais chocante foi à muitos anos, quando eu ainda tinha uns 14 anos e aluguei um filme chamado “Má Educação” do diretor Almodovar. Claro que eu não conhecia o diretor nesta época e ao chegar em casa mostrei ao meu pai o filme que havia alugado. “Parece interessante” disse ele, e assistimos… Foram as 2 horas mais constrangedoras da minha vida ! Padres abusando de crianças, crianças se acariciando no cinema, crescendo como transexuais em meio a prostituição… ou seja, eu e meu pai assistimos ao filme todo sem um olhar para a cara do outro, e sem comentar uma palavra.
    Foi uma experiência interessante, e descobri assim que ao contrário de muitos pais por ai que ainda possuem uma mentalidade atrasada, o meu pai está a frente de seu tempo, uma vez que o meu irmão se assumiu gay a poucos anos e ele o ama como filho e não como opção sexual.

    Aproveitando que estou aqui queria pedir uma musica para vcs, acompanho o programa a pouco tempo e não sei se ja tocaram, mas a musica é Wonderlust King do Gogol Bordello, caso já tenham tocado gostaria que tocassem Chrome do VNV Nation, banda influenciada pelo Synthpop dos anos 80 !

    Abraço !!!

  • Eduardo Rodrigues

    Uma coisa bem estranha que coloco na geladeira, que o pessoal até reclama quando vê (hahahaha), são os corpos do pessoal que eu mato. Mas é compreensível, conserva bem e não fica fedendo muito. Ah, gostei da ilustra o/ hahahahahahahaha

  • Higor

    Por um Frango mais longo, com mais Doug e Vitinho Príncipe Lindo do Futebol Moleque.

  • Breno Magalhaes

    Um abracos para Doug “Locutor de circo de pulgas” Bezerra, Doug “Moai” Lira e Cat’s Ozzy.

  • Andre Garcia

    Ola FRANGOS, queria dizer que o frango fino esta entre meus top 1, o Doug Lira deveria ser contratado por hollywood para pensar só nos finais dos filmes, que criatividade. Agora sobre filmes LGBT, ninguem conhece nada enquanto nao assistir AZUL É A COR MAIS QUENTE esse é o filme verdadeiro LGBT, A cena entre as duas garotas é a cena lesbica mais sensual da historia, e tambem tem o quadrinho do filme que eu nao sei se saiu antes ou depois. Falo abraços e continuem sempre da mesma forma, que voces nao precisam de mais nada pra fazer mais sucesso ainda.

  • Emanoel Medeiros

    Olá frangos e demais habitantes da granja, estou aqui apenas para dizer que vocês são top 1, não perco um episódio.
    Ps1: O segundo lugar fico com o Pln.
    Ps2: Deixo aqui uma recomendação de música: Dreaming of You do The Coral.
    Ps3: As piadas dele estão melhorando cada dia mais.
    Ps14: Vocês são FODA!

  • Natalia Borges

    Olá meus queridos,

    Tive contato com filmes do universo LGBT desde muito pequena, e os primeiros que me lembro bem foram “Priscilla – A rainha do deserto” e “Beautiful Thing”, que são sensacionais. Mas o que mais me marcou foi o último que assisti, o “Azul é a cor mais quente”.

    Me falaram tanto desse filme, única e exclusivamente pelas cenas tórridas entre as garotas, que lá fui eu assistir, com um sorriso sacana no rosto e uma taça de vinho suspeita… Daí que terminei o filme chorando copiosamente, com quase uma garrafa de vinho e uma caixa de lencinhos à menos. Não, o filme não é um pornô disfarçado, mas sim uma história tocante sobre esse bichinho do capiroto que morde todo mundo, chamado amor. Recomendo e recomendo muito!

    Sobre a origem das coisas, o pão francês na França simplesmente não existe! Sim, meus caros, necas de pitibiriba! Moro aqui há dois anos, e o mais próximo que encontrei foi a mini baguette, que salvou meus cachorros-quentes (A pessoa sai de Osasco, mas Osasco não sai da pessoa). Outra bizarrice? O Petit Gateau também não existe por aqui, mas tem um similar que é o Fondant au Chocolat (Que é o bolo de chocolate com o interior mais molinho, mas não derretendo), que pode vir ou não com uma bola de sorvete, dependendo do restaurante.

    Beijos, seus lindos!
    E obrigada pela companhia aqui na terra dos queijos e povo fedido 😉

  • Camila Kimura

    Eu não sei se vocês recebem uma notificação de um comentário em um episódio muito antigo haha, mas eu preciso recomendar um filme que é lindimais! Chama “Para Wong Foo, Obrigada Por Tudo! Julie Newmar”, que tem o Wesley Snipes, Patrik Swayze e John Leguizamo, que são drag queens e vão parar em uma cidade bem do interior e o pessoal que é bem caipira se depara com eles, enfim. Não sei explicar filme, mas ele é sensacional, eu recomendo muito, muito mesmo! ASSISTAM! Beijos